Foto: Kássia Machado / Rádio Santa Cruz

A Rádio Santa Cruz iniciou nesta quinta-feira, 30, uma série de entrevistas com os vereadores de Santa Cruz do Sul. O espaço é destinado aos legisladores, para que avaliem o ano de atuação junto à Câmara. As entrevistas ocorrem no programa Conexão Regional, com Josemar Santos, sempre às 9h15, na frequência AM 550 e nas redes sociais.

O quinto entrevistado da série foi o vereador Rodrigo Rabuske (PTB), que falou sobre o seu desempenho no Legislativo Santa-cruzense no ano de 2023. Segundo ele, o principal objetivo de seu mandato é poder trazer os anseios da comunidade para dentro do poder Legislativo. “A gente espera, de alguma forma, reverter isso em serviço público para atender as demandas da população”, ressalta. Em 2023, o vereador já emitiu, até o momento, 235 pedidos de indicação, e até o final deste ano devem passar de 250.

Rabuske destacou que, neste ano, o foco principal foi voltado para três setores: educação, saúde e agricultura. No primeiro, o legislador relembrou o Projeto de Lei relativo à educação financeira nas escolas, que foi rejeitado pela Câmara de Vereadores. “Não tem como a gente não tratar desse assunto ainda no Ensino Fundamental e Médio. Aprender a lidar com o dinheiro precisa ocorrer desde de pequeno. A gente fica triste, porque muitas vezes, o movimento político, por sermos da oposição, acaba recusando a proposta. Contudo, vamos retomar esse projeto, que irá impactar na vida e no futuro das crianças e jovens”, define.

O representante do PTB também relembrou o encaminhamento do projeto em relação à invasão nas escolas. “Protocolamos um projeto para exigir a permanência de um guarda-municipal nas unidades escolares”. O vereador pontua que a matéria ainda não foi a votação, faltando ainda algumas questões de viabilidade jurídica. No entanto, pretende colocar em pleito neste ano.

O vereador ainda enfatizou outros projetos de sua autoria, como a transparência da saúde pública. “Essa lei permite que todo o cidadão possa consultar no site da Prefeitura a sua colocação na fila de espera de uma consulta de exame ou cirurgia”, explica. Outro projeto, votado na semana passada, é a isenção do IPTU para as pessoas portadoras de neoplasia maligna, que aguarda a sanção da prefeita Helena Hermany.

No setor do tabaco, Rabuske recordou da sua participação como representante da  Associação dos Municípios Produtores de Tabaco (Amprotabaco), em Brasília, em defesa dos fumicultores. “Esse setor é um tema que merece toda a nossa atenção. Só em Santa Cruz do Sul temos mais de 3 mil famílias que produzem fumo. As consequências da COP 10 podem fazer com que a produção seja inviabilizada”, argumenta.

Eleições 2024 e Operação Controle

Em relação à candidatura a reeleição como vereador, Rabuske diz não estar focado na projeção para 2024, e sim concentrado na finalização de 2023. “O próximo ano teremos um momento atípico com as eleições. Nós teremos, muito provável, uma alteração de partido, já que o PTB deixou de existir. Porém, no momento, estamos preocupados em entregar o que a comunidade espera”, relata.

Sobre a Operação Controle, o vereador avalia que Santa Cruz do Sul vive um momento histórico nunca visto na cidade. “A Operação Controle vem sendo debatida na Câmara de Vereadores. Agora na última segunda-feira, a presidente do Legislativo, Bruna Molz, teve acesso ao processo e também disponibilizou para a Comissão de Ética. É algo que preocupa e é muito negativo para o município”, classifica.

Aditivo da Agea Corsan 

Rabuske aproveitou a oportunidade para falar sobre o projeto do aditivo da Agea Corsan, o qual ele foi contrário. “Foi um projeto muito polêmico na Câmera de Vereadores. Nós temos hoje um contrato de 40 anos, e esse aditivo deu oito a mais para a Corsan em troca de R$ 20 milhões de investimentos. Nós ainda continuamos tendo muitas reclamações em relação à água, em Linha João Alves, Belvedere, dentre outras. Eu acho que precisamos, primeiro, ter uma experiência para ver se a empresa vai prestar um bom serviço e entregar o que de fato ela tem que realizar. Nós vamos ficar de olhos abertos e fiscalizando diariamente” justificou.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui