Nesta quarta-feira, 28, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais na Agricultura Familiar de Vera Cruz comemora seus 58 anos de fundação, no mesmo dia em que é comemorado o Dia do Agricultor, uma importante data para toda a região. O sindicato regional é ligado a Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag-RS).

Tudo começou em 1963, com a principal luta pelo acesso à saúde e a previdência social para as famílias rurais da cidade e do campo. Foram 134 sócios fundadores naquele ano que se propuseram a lutar pelo povo e por suas causas. O sindicato desde então sempre foi participativo, desde o início participando de grandes debates e movimentos aqui na região, como em 1987 no protesto do fumo.

Luta esta que continua até os dias atuais, pois as demandas continuam, aumentam e se inovam. Por exemplo o acesso à internet, que hoje é algo essencial na sociedade, outra questão pertinente é como fazer que jovens continuem gostando de estar no meio rural, são alguns desafios ainda enfrentados pelo sindicato e pelas famílias de agricultores.

Em entrevista para o Conexão Regional da Rádio Santa Cruz AM 550, o presidente do sindicato, Cristian Wagner, conta que já trabalha desde 2013, e já atuou em diferentes setores do sindicato, “Esse percurso todo de movimento são 14 anos, que já se vão ai, a gente lutando sempre, acompanhando grandes mobilizações, grandes atividades, eventos, como presidente estou há 3 anos”, ressalta.

Cristian Wagner conta ainda que a família sempre foi presente no sindicato, que desde o começo teve o apoio deles, em especial seu avô, Guilherme Wagner, que é um dos fundadores do sindicato, “Ele sempre me incentivou, para estar a frente e auxiliando no movimento”, enfatiza.

Ele ainda comenta os desafios enfrentados pelos agricultores, que apesar de hoje terem uma infraestrutura e qualidade de vida melhor que anos atrás, ainda enfrentam muitas dificuldades, dentre elas, o tempo, que é algo muitas vezes imprevisível. “Ela diariamente é desafiadora, você ta sempre colocando a semente com a expectativa de amanhã depois estar colhendo, e não podemos deixar de botar a semente na terra, a gente precisa como agricultor sempre se desafiar, estar colocando a semente na terra, por que é o nosso papel, sempre é desafiador sermos agricultores”.

Atualmente o sindicato conta com 714 sócios em dia. A entidade também conta com convênio para os associados terem um atendimento médico, advogados e atendimento odontológico de qualidade.

Por: Central de Jornalismo da Rádio Santa Cruz 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui