Foto: Divulgação

Uma tarde para compartilhar conhecimento, para integrar, para aprender. Foi com este objetivo que os jovens aprendizes das sete turmas do Instituto Crescer Legal se reuniram virtualmente na tarde desta terça-feira, 24, e apresentaram algumas das atividades que foram realizadas até o momento no curso de Gestão Rural e Empreendedorismo. O encontro foi acompanhado pela equipe pedagógica, educadores e membros da diretoria do Instituto.

Maquete, croqui e mural colaborativo trouxeram um novo olhar sobre as potencialidades da propriedade, assim como o mapeamento da rota da casa dos jovens até a escola demonstrou o que está ao entorno dos jovens. Eles também realizaram momentos de autoconhecimento sobre si e sobre a família, utilizando diferentes métodos: a elaboração da árvore genealógica, do livro de família e do objeto significativo. Listaram também as saídas pedagógicas, como a visita à Expoagro Afubra, e atividades reflexivas sobre o trabalho infantil e visão empreendedora.

“É muito gratificante perceber que vocês estão aproveitando o curso e, em questão de poucas semanas, já tiveram uma evolução pessoal. Os temas trabalhados até aqui certamente farão diferença na vida pessoal e profissional de vocês. E fica a mensagem para que todos continuem se esforçando para que quando chegarmos ao fim do ano a gente possa novamente erguer o braço e dar sentido àquele ‘sim, nós podemos’ que combinamos no início das atividades”, falou aos jovens Iro Schünke, diretor presidente do Instituto. Em 2022, 155 jovens são atendidos pelo Instituto Crescer Legal e foram contratados como jovens aprendizes. Veja onde funcionam as turmas:  

Município (RS)  Local das atividades  Nº de aprendizes  Educador  
Canguçu EMEF Alberto Bergman Filho 18 aprendizes Diessica Reichow

 

Cerro Branco

 

EMEB Augusto Schultz 26 aprendizes

 

André Skolaude

 

Paraíso do Sul EMEF Rodrigues Alves 20 aprendizes André Skolaude
Passo do Sobrado Secretaria Municipal de Cultura e Desporto 23 aprendizes Luís Augusto Bohnenberger
Progresso EMEF Luis Gonzaga, localidade Campo Branco 22 aprendizes Débora Berghahnn
Rio Pardo Centro Vocacional e Tecnológico – CVT, em Rincão Del Rey 24 aprendizes Tagiani de Moura Goulart
São Lourenço do Sul EMEF Martinho Lutero, localidade Santa Augusta 22 aprendizes Adriano Emmel

 

 SAIBA MAIS – Iniciativa do Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco) e suas empresas associadas no Brasil, o Instituto Crescer Legal já conta com dois reconhecimentos nacionais pela inovação e pioneirismo em oferecer oportunidades para os jovens rurais. Com a validação do Ministério do Trabalho, o Programa de Aprendizagem Profissional Rural já certificou, desde 2016, 596 jovens rurais do Rio Grande do Sul, na região Sul do Brasil, e é considerado pioneiro por proporcionar uma forma inovadora de aplicação da Lei de Aprendizagem em favor dos jovens do campo. Os 155 jovens participantes foram contratados por associadas do Instituto Crescer Legal e recebem salário proporcional a 20 horas semanais para participarem do curso de gestão e empreendedorismo, no contraturno escolar, com atividades teóricas e práticas que totalizam 800 horas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui