Em mais um confronto preparativo visando os Jogos Olímpicos de Paris, a Seleção Brasileira Feminina perdeu, neste domingo (3), por 2 a 0 para o Japão. No segundo confronto entre as equipes, a seleção japonesa levou a melhor diante de uma atuação muito abaixo do esperado das brasileiras.

O Brasil volta a campo na próxima quarta-feira (6), para enfrentar a Nicarágua na Fonte Luminosa, em Araraquara (SP).

Jogo

No início do jogo o Brasil até criou algumas oportunidades, mas com pouco mais de 12 minutos de partida o Japão assumiu o controle do jogo, teve mais posse de bola e explorou as fragilidades defensivas da seleção canarinho para fazer dois gols em apenas quatro minutos.

Depois disso, a Seleção Brasileira passou a insistir em jogadas de ligação direta sem sucesso e pecou nos passes finais.

Na segunda etapa, o Japão apenas administrou a vantagem e o Brasil não conseguiu impor mais intensidade na partida, seguiu errando nos passes longos e no último terço do campo. Além disso, o jogo de aproximação do Brasil quase não existiu e houve pouca movimentação das atacantes para criar melhores oportunidades.

Arthur Elias teve pouco tempo para ajustar a equipe entre os dois jogos, mas há muito trabalho a ser feito.

Testes e Mudanças

O treinador Arthur Elias aproveitou a oportunidade para fazer diversos testes e mudanças, tornou a escalar o Brasil com uma linha de três zagueiras, como havia feito na partida contra o Canadá.

A mudança não surtiu o efeito desejado, a equipe não conseguiu construir jogadas a partir da defesa e cedeu muitos espaços pelos flancos do campo. Além disso, as linhas do Brasil ficaram muito afastadas umas das outras, o que forçava as zagueiras a optarem por bolas longas na maioria das jogadas.

Fonte: O Sul/ Foto: Divulgação/CBF

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui