Uma reunião inédita e histórica na Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Sul reuniu ligas, departamentos e dirigentes de competições que representam juntas 150 equipes e mais de 3,5 mil atletas do município. O encontro, proposto pelos vereadores Henrique Hermany e Jair Eich (Progressistas) ouviu as demandas dos dirigentes das ligas.

As questões mais importantes apontadas pelos dirigentes foram no tocante ao calendário de competições para 2022, melhorias na estrutura do futebol amador, a uniformização de regulamentos e ainda a questão da manutenção do apoio da Prefeitura à arbitragem.

Estiveram presentes representantes da Liga de Integração do Futebol Amador de Santa Cruz do Sul (Lifasc); Associação do Futebol Amador de Santa Cruz do Sul (Afasc); Departamento de Futebol Monte Alverne (DFMA); Liga de Futebol Amador do Vale do Rio Pardo; Campeonato Vale do Castelhano; Liga Integração de Futebol Sete; Liga de Futebol Sete de Saraiva; Liga de Futebol Sete São Martinho/Paredão; Liga Bola 7, e outras entidades promotoras de eventos.

O vereador Henrique Hermany destacou que a Prefeitura, por intermédio da Secretaria de Habitação, Desenvolvimento Social e Esporte, que possui um edital aberto no valor de R$ 720 mil para a seleção de seis projetos de R$ 120 mil para serem investidos em estruturas de futebol de campo. E outro edital deve ser lançado para beneficiar o futebol sete, e outras modalidades.

Uma reunião vai ser realizada pelo departamento de esportes da Secretaria para realizar a organização do calendário para 2022, segundo o diretor de esportes, Guilherme Eich. O encontro ficou agendado, com todas as ligas, no dia 13, próxima segunda-feira, às 14h, na secretaria.

O que eles falaram

Henrique Hermany

As comunidades pulsam, respiram e vivem o futebol amador. Poucas coisas ainda sobrevivem no interior e o futebol amador é uma delas. É a primeira vez que se faz uma reunião especial para ouvir as entidades do esporte amador.  Muitos vereadores tem alguma ligação com o futebol amador. Queremos oportunizar este espaço para as ligas e vamos levar as ideias ao executivo, no tocante a esta área – arbitragem, estrutura, entre outros. Será lançado um edital para selecionar seis estruturas do futebol amador no valor de R$ 120 mil cada para fazer estes investimentos.

Jair Eich

Objetivo é levantar sugestões como uniformização de regulamentos, utilização de atletas, bem como questões referentes para padronizar nossas competições.

Valdir Bruxel

Aqui presentes representações de todos os setores do futebol amador. O esporte também ajuda as pessoas. Secretaria à disposição para atender aos anseios de todas as entidades.

João Goerck

Governo está dando visibilidade ao futebol amador. Sinais dados nas finais da Lifasc e em cada partida havia mais de mil pessoas presentes. Esporte educa e é preciso incentivar os pais de levar seus filhos para os campos de futebol. A secretaria vai disponibilizar arbitragem ao campeonatos.

Egon Kurtz – Vale do Castelhano

Reunião muito importante. O futebol está na vida de todos e por isso é fundamental para que possamos falar daquilo que a gente vive. E que ele volte à normalidade logo.

Luciano Mueller

Dois anos que o futebol está parado. As ligas e departamentos, os clubes, a vontade de amanhã dar o pontapé inciial. Nem todos os podem iniciar logo, é preciso que a secretaria formalize um calendário. Os recursos da prefeitura são importantes, mas é preciso organizar as ligas, para se ordene a realização dos campeonatos. Criar uma identidade, um registro único para os atletas.

Nelsindo Freese

Agradecer ao Poder Executivo pelo apoio às entidades, especialmente do futebol sete.

Natalício Padilha

Clubes do interior estão muito reticentes em retornar o futebol, devido às dificuldades. Pedido para que se reveja as datas previstas. Se não tiver o consentimento de manter o calendário ficará muito mais difícil de fazer o futebol amador no interior. Sem o recurso da Prefeitura não temos como fazer campeonato.

Alex Weiss

Organizou o primeiro campeonato em 2020 e veio para buscar ideias para melhorar e aprimorar seu campeonato. É necessário fazer uma arena para abrigar as competições de futebol sete, pois é algo oneroso.

Zé Abreu

Demandas na área da Afasc é a carência de praças de esporte. São situações que emperram o campeonato na cidade. Paralisação nos deixou sem chão, buscamos respeitar os protocolos e deixar tudo mais quieto para preservar vidas.

Marcelo Stalecker

A arbitragem tenta dar o seu melhor e colocou a Asca à disposição das ligas e departamentos.

Gerson Bublitz

Futebol Sete está expandindo, atualmente está com 32 equipes, preocupado com a falta de campos de grama sintética.

José Goldschmidt

Parou em meio à pandemia e está buscando a retomada.

Otávio Schaefer

Apresentou o campeonato Integração São Martinho-Paredão. Valorizou as mulheres, realizando uma competição voltado para as mulheres. Possui quadro de árbitros próprio. Tem uma deficiência muito grande em termos de estrutura.

Alexandre Spiegel

Trabalha em competições em municípios vizinhos, não participou da licitação da Prefeitura, mas num futuro pretende participar.

Decio Hochscheidt

Jamais esperávamos isso do Poder Legislativo: reunir as pessoas que fazem esporte amador em Santa Cruz do Sul. Vocês não imaginam o quanto isso fortalece a nossa luta. Dividir os méritos das finais da Lifasc com os dirigentes do Guarani e do Rio Pardinho. Valorizar o que conseguimos com os nossos patrocinadores e a Prefeitura. Precisamos através do futebol movimentar as comunidades. Lifasc reuniu 12 clubes nos titulares e aspirantes (440 atletas) e 8 no Sub-18 (240 atletas).

Guilherme Eich

Dia de muita alegria por reunir aqui todas as ligas. A secretaria é parceira de todos e coloca a estrutura à disposição. Exemplo do olhar carinhoso que se tem. Edital de R$ 720 mil aberto especificamente para futebol de campo. Seis projetos melhor elaborados serão contemplados com R$ 120 mil a fim de fazer o futebol amador crescer. Futebol Sete também está sendo previsto recursos. Calendário uma definição imediata, uma reunião este ano para definição do calendário de 2022.

Francisco Carlos Smidt

Melhorias nas estruturas do futebol, no tocante a vestiários, banheiros e campos de futebol.

Cleber Pereira

É fundamental fomentar todos os certames. Citou o campeonato de Integração São Martinho Paredão por valorizar os atletas locais.

Raul Fritsch

Destacou o ineditismo da reunião na Câmara com o objetivo de fortalecer o futebol amador no município. Ampliar os espaços de estrutura tanto na cidade e no interior. Dirigentes merecem os aplausos porque sem eles, nada disso existiria.

Rodrigo Rabuske

Tem maior orgulho por ser atleta e dirigente do Pinheiral. Hoje já não sou mais atleta e hoje faço esporte visando o bem do meu filho, que siga como atleta. Sugeriu que se divida o edital em valores menores para beneficiar mais clubes

Doralino da Silveira

Esporte amador é fundamental na formação de caráter. Saudou a reunião especial, em especial aos dirigentes, que fazem um futebol em meio a todas as dificuldades.

Bruno Faller

Decisão política da prefeita Helena Hermany em lançar um edital público para fomentar a estrutura dos clubes do futebol de campo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui