Foto: Reprodução

O Padre Marino Bohn faleceu na madrugada desta quarta-feira, 06, aos 86 anos. O religioso veio a óbito em sua residência, no munícipio de Mato Leitão. O corpo foi transladado para a Igreja Matriz Santa Inês, para últimas orações e Santa Missa, que foi presidida pelo bispo diocesano Dom Aloísio Alberto Dill. O sepultamento ocorreu na manhã desta quinta-feira, 07.

Histórico:

O Pe. Marino Bohn nasceu em 01 de agosto de 1937, em Vila Mato Leitão, município de Venâncio Aires, filho de João Bohn Filho e Romana Emília Kliemann Bohn. Nascido numa família cristã, recebeu os sacramentos da iniciação à vida cristã, Batismo em 18 de agosto de 1937 e da Crisma em 29 de novembro de 1941, na igreja Santa Inês de Mato Leitão, e desde essa idade o seu coração despertou para a vocação sacerdotal.

Realizou os estudos primários na Escola Paroquial de Mato Leitão, de 1945 a 1949. Em 1950, ingressou na primeira turma dos seminaristas, no Seminário Sagrado Coração de Jesus de Arroio do Meio. De 1951 a 1956, recebeu formação no Seminário São José de Gravataí. Completou sua preparação para o sacerdócio no Seminário N. Sra. da Imaculada Conceição de Viamão; estudou filosofia durante os anos 1957 a 1959; e estudou teologia durante os durantes anos 1960 a 1964. Recebeu a ordenação diaconal no dia 22 de novembro de 1963, na Igreja Matriz São Francisco Xavier em Santa Clara do Sul, e a ordenação presbiteral no dia 10 de julho de 1964, na Igreja Matriz Santa Inês em Mato Leitão, ambas das mãos de Dom Alberto Frederico Etges.

Como práxis da igreja local da época, iniciou o exercício do ministério presbiteral na paróquia Santa Bárbara de Encruzilha do Sul, onde também exerceu o magistério junto aos educandários locais (1964-1966). No ano de 1967, foi nomeado como professor do Seminário Sagrada Coração de Jesus e vigário paroquial da Paróquia N. Sra. do Perpétuo Socorro de Arroio do Meio. Além da docência, nos anos subsequentes de 1968 a 1971, esteve na função de reitor do Seminário Sagrado Coração de Jesus. Durante o ano de 1972, foi vigário paroquial da Catedral São João Batista de Santa Cruz do Sul, e em 1973 trabalhou como pároco na Paróquia São Caetano de Doutor Ricardo.

Nos anos de 1974 a 1978 esteve na de função coordenador do Setor de Vocações e de subsecretário do Regional Sul 3 da CNBB em Porto Alegre -RS. A partir de 1979 a 1985, foi pároco da Paróquia Santo Inácio de Lajeado. De 1986 a 1991 trabalhou na Cáritas Nacional em Brasília-DF. Em 1992-1995 foi pároco da Paróquia N.  Sra. da Conceição de Santa Cruz do Sul e Diretor Adjunto da Ação Social Diocesana. De 1995 a 2004 esteve na função de Secretário da Cáritas Internacional/Região da América Latina e do Caribe. Nos anos de 2005 a 2007 trabalhou no Regional Nordeste 5 da CNBB em São Luís do Maranhão. Com seu retorno ao território diocesano, fixou residência na casa paterna em Mato Leitão, quando exerceu a função de vigário paroquial nas paróquias Santa Inês de Mato Leitão, São Martinho de Palanque e São Sebastião Mártir de Venâncio Aires.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui