Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

O ministro da Justiça, Flávio Dino, afirmou na manhã deste sábado, 18, que o governo federal irá investigar as denúncias sobre falta de água potável para consumidores de shows, após a morte de uma estudante de psicologia de 21 anos no show da cantora Taylor Swift, no Rio.

Fãs da cantora denunciaram nas redes sociais que não haveria a disponibilidade de água nas dependências do Estádio Nilton Santos, o Engenhão, onde ocorreu o primeiro show da artista nesta sexta-feira, 17. Pelo X (antigo Twitter) o ministro da Justiça disse que é “inaceitável que pessoas sofram, desmaiem e até morram por falta de acesso à água”.

Uma estudante de psicologia vindo de Mato Grosso, Ana Clara Benevides, de 23 anos, passou mal morreu antes do início do show. A informação foi confirmada por familiares. Taylor Swift disse que ficou com “o coração em pedaços” ao saber da morte da fã.

O ministro da Justiça disse que orientou o secretário nacional do Consumidor, Wadih Damous, a adotar ainda neste sábado as providências cabíveis para apurar as denúncias de falta de água “para os consumidores que foram ou irão a shows durante essa imensa onda de calor que o Brasil atravessa”.

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui