Foto: Guilherme Neuhaus

O destino da cadelinha Marisol está prestes a tomar um novo rumo. Neste sábado, 04, acontece a implantação de uma prótese na pata posterior do animal, uma iniciativa inédita no Estado do Rio Grande do Sul. Internada no Centro Veterinário Wazlawik, que possui convênio com a Prefeitura de Santa Cruz do Sul, ela passará pelo procedimento a partir das 9h.

A cirurgia será realizada pelo ortopedista e traumatologista, Dr Vinícius Ribeiro dos Santos, de Porto Alegre, e pelo médico veterinário da clínica, Felipe Wazlawik. A preparação inclui 8h de jejum, medicação pré-anestésica e sedação inalatória. Após o procedimento, Marisol ficará em observação e na próxima semana receberá sessões de fisioterapia.

A prótese que será implantada é a chamada endoexoprótese, constituída de dois dispositivos: um pino feito de titânio para ser introduzido dentro do osso e outro feito em polímero plástico ultrarresistente, impresso em 3D, que vai substituir a parte amputada do membro. A prótese foi feita por uma empresa especializada de Curitiba.

Até o momento, o Município vem custeando as despesas básicas com o tratamento. O custo da colocação da prótese e da cirurgia é de cerca de R$ 4 mil. Uma campanha está sendo realizada nas redes sociais, e até o momento foram arrecadados cerca de R$ 1,2 mil, a maior parte adquirido com a mobilização da Ong Protetores de Santa Cruz.

Quem quiser colaborar no pagamento da prótese pode deixar qualquer valor na própria clínica, dentro de uma caixinha colocada sobre o balcão da recepção. Também é possível fazer uma transferência via PIX, para o número de CNPJ 24260976000161.

Entenda o caso

Marisol foi encontrada abandonada, machucada e com o osso da pata posterior exposto, no Residencial Viver Bem. Logo que recebeu a denúncia, o Canil Municipal acionou o Centro Veterinário Wazlawik para que fizesse o recolhimento, e desde o dia 26 de setembro está internada no Centro.

A partir de então, teve início uma maratona com a realização de exames radiográficos, medições e uma série de procedimentos para construção de uma prótese exclusiva, para acomodar perfeitamente a altura, o peso e o andar natural dela.

Como explica o médico veterinário Felipe Wazlawik Felipe, são comuns órteses em animais com problemas na articulação femural. Trata-se no entanto de dispositivos internos que unem a cabeça do fêmur ao acetábulo. Já as próteses de substituição de membros não são comuns e Santa Cruz do Sul pode ser o primeiro município do Estado a realizar este tipo de procedimento.

Depois de realizada a cirurgia de implantação da prótese, a expectativa é que Marisol seja adotada e vá para um novo lar. Antes disso ela será microchipada e terá direito à castração.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui