Foto: Fabiano do Amaral

O Grêmio ainda respira no Brasileirão. Em um jogo em que não havia outro resultado possível, entrou mais ligado que o São Paulo, em partida realizada na Arena na noite desta quinta-feira, 02, e conquistou uma importante vitória por 3 a 0. A goleada não corrige o drama, mas dá sobrevida na luta contra o rebaixamento para a Série B.

A situação, no entanto, segue desesperadora. A distância de 4 pontos para sair do Z-4 pode aumentar para 5 ao final da rodada, já que Athletico-PR e Cuiabá, os primeiros times fora do Z4, se enfrentam nesta sexta. O Tricolor ainda disputa 6 pontos na competição.

Aos 22, Thiago Santos, de cabeça, abriu o placar. Na etapa final, Diogo Barbosa, de muito longe, anotou um golaço. Jonatha Robert fechou o marcador de ainda mais longe, com um gol de cobertura quase da meia-lua. O Grêmio volta a campo para mais um jogo decisivo no domingo, quando enfrenta o Corinthians, às 16h. A partida, válida pela 37ª rodada do Brasileirão, acontece na Neo Química Arena, em São Paulo.

Grêmio domina e marca no primeiro tempo

Para a partida decisiva, o Grêmio obteve um efeito suspensivo para a condenação de Rafinha no STJD. Assim, ele voltou ao time na lateral direita. Na esquerda, por conta da suspensão de Cortez, Diogo Barbosa foi o escolhido. No meio campo, Campaz começou à frente de Lucas Silva e Thiago Santos. Na direita, recuperado de lesão, Douglas Costa também iniciou. Com Borja no banco, o escolhido para a função de centroavante mais uma vez foi Diego Souza.

Desesperado, o Grêmio começou o jogo bem mais interessado que o São Paulo. E, aos 13 minutos, perdeu uma chance inacreditável. Pressionou a saída de bola, e Diego Souza roubou. Ela sobrou para Campaz, que rolou para Thiago Santos, sem goleiro, livre, perdeu com o gol aberto. Também por mérito do zagueiro Miranda, que salvou em cima da linha, mas muito passou pelo erro do volante, que desperdiçou grande oportunidade de abrir o placar.

Concentrando os ataques pelo lado esquerdo, foi pelo setor que saiu o gol do Grêmio, aos 22 minutos. Ferreira, um dos mais participativos novamente, fez bom passe para Diogo Barbosa. O lateral conseguiu um cruzamento ainda melhor, para o segundo pau, justamente para Thiago Santos. O volante se redimiu: cabeceou para o chão, forte, sem chances para Thiago Volpi, abrindo o placar na Arena.

O Grêmio se manteve mais atento até o fim da primeira etapa na comparação com o rival. Já o tricolor paulista parecia desajustado em campo. O meia Benítez praticamente não apareceu, encaixotado na marcação dos volantes, especialmente de Thiago Santos, que teve boa atuação defensiva, além do gol. Assim, o placar de 1 a 0 foi mantido até a ida para o intervalo.

Diogo Barbosa decide no segundo tempo

O técnico Rogério Ceni fez logo duas trocas no intervalo, para tentar corrigir os muitos problemas apresentados pela sua equipe na etapa inicial. Tirou Wellington e o apagado Benítez, para as entradas de Marquinhos e Igor Vinícius. Com isso, corrigiu as improvisações feitas para o começo da partida.

Mas foi o Grêmio quem manteve a postura agressiva e, antes dos 10 minutos, finalizou duas vezes com perigo em sequência. Campaz bateu para defesa de Volpi. Depois, Ferreira fez grande jogada, limpou a marcação enquanto invadia a área e finalizou com muito perigo. A bola passou rente à trave esquerda, e por pouco não ampliou o marcador.

A pressão deu resultado aos 22 do segundo tempo. Campaz fez lançamento longo para Ferreira, que finalizou na trave. Na sequência da jogada, ela ficou no meio campo para Diogo Barbosa. Com espaço, o lateral esquerdo avançou, driblou um marcador e, de perna direita, anotou um golaço. Bateu no ângulo, sem chances para Volpi e ampliou para 2 a 0 a vantagem gremista.

Abatido e claramente superado pelo Grêmio em campo, o São Paulo nada mais pôde fazer. Apático, assistiu Vagner Mancini trocar seus jogadores para preservá-los, e ainda se complicar para o próximo jogo contra o Corinthians, já que Douglas Costa levou o terceiro cartão amarelo na saída de campo e está suspenso. Problema para o próximo jogo, mas nada que estragasse a vitória.

No último lance, Jonatha Robert ainda anotou um golaço e fechou o marcador. Com o goleiro adiantado, ele enfiou o pé na bola, quase na meia-lua. Ainda quicou rente à linha e entrou para definir o 3 a 0 do alívio, ainda que momentâneo para o Tricolor.

Campeonato Brasileiro – 35ª rodada 

Grêmio 3

Gabriel Grando; Rafinha, Geromel, Kannemann e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Lucas Silva, Campaz, Ferreira e Douglas Costa; Diego Souza. Técnico: Vagner Mancini

São Paulo 0

Thiago Volpi; Arboleda, Miranda, Léo e Wellington; Rodrigo Nestor, Gabriel Sara, Igor Gomes e Benitez; Rigoni e Calleri. Técnico: Rogério Ceni

Gols: Thiago Santos (22/1T), Diogo Barbosa (22/2T)

Cartões amarelos: Douglas Costa (Grêmio); Rigoni (São Paulo)

Arbitragem: Savio Pereira Sampaio (DF)

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Data e hora: 02/12, às 20h

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui