Foto: Divulgação

Nessa quarta-feira, 6, a Fetag-RS realizou a sua tradicional coletiva de imprensa de final de ano, reunindo profissionais de diversos veículos e diferentes mídias, que foram recepcionados pela diretoria e departamento de comunicação da federação.

Na apresentação, a Fetag-RS abordou os temas que impactaram a agricultura a e pecuária familiar gaúcha de 2023, com destaque para os eventos climáticos adversos, tais como a estiagem do início do ano, ciclones e as chuvas que levaram a graves enchentes e provocaram prejuízos estimados em R$57,8 bilhões no ano.

Ainda, foram ressaltadas como positivas as retomadas de algumas políticas públicas e a recriação do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar e a Secretaria do Desenvolvimento Rural, demandas da Fetag-RS que ainda carecem de melhor estrutura e recursos, além da crise da cadeia leiteira motivada pelo aumento nas importações de leite de países do Mercosul.

A Fetag-RS também apresentou à imprensa as diretrizes do planejamento estratégico da entidade frente ao debate e os anseios da base, levando em consideração ações na pecuária de corte, assistência técnica e extensão rural, agroindústria familiar, manejo e conservação do solo e água e crédito rural.

Olhando para o desenvolvimento do setor agrícola, a Fetag-RS retomará o Comitê Estadual da Agricultura Familiar, formado no ano passado, para dialogar com as entidades, poder público e privado sobre a elaboração de um plano de estratégico para a agricultura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui