Foto: Kássia Machado / Rádio Santa Cruz

O deputado Federal Heitor Schuch promoveu nesta sexta-feira, 8, na Casa Gaspar, em Santa Cruz do Sul, o tradicional almoço de final de ano com representantes dos veículos de imprensa da região. Na oportunidade, o parlamentar fez um balanço das atividades realizadas em 2023, assim como mencionou as perspectivas para 2024.

Schuch destacou as dificuldades de 2023 perante as mudanças climáticas no Rio Grande do Sul. “Foi um ano que a natureza colocou o Estado de joelhos, com a seca, chuva e a catástrofe que todos conhecemos. Esse tema clima, inclusive, foi o que mais nos demandou tempos de agenda e negociações com o governo para socorrer os municípios, agricultores, comércio e a indústria. Muita coisa conseguimos fazer, mas ainda ficou algumas para trás. A nossa esperança é que 2024 o clima seja diferente”, avalia.

De acordo com o deputado, no Congresso Nacional, o principal projeto do ano foi a Reforma Tributária. A matéria voltou do Senado para a Câmara e, como presidente da Comissão de Indústria, Comércio e Serviços, o parlamentar está trabalhando para que os pontos que prejudicam os Estados, e de forma especial o RS, sejam suprimidos e o projeto seja aprovado. “A Reforma Tributária, certamente, dará oxigênio e fôlego para muitos setores que até hoje ficaram deprimidos, com dificuldades de se estabelecerem e terem a oportunidade de avançar, crescer e se tornarem grandes. Seja o empreendedor ou microempresário, porque ninguém quer ser micro, todos querem ser grandes. Para ser grande, precisa fazer todo um caminho, e é para isso que estamos trabalhando”, argumenta.

Schuch também pontua, como presidente da Comissão de Indústria, Comércio e Serviços, a aprovação de mais de 30 projetos e a rejeição de outros, com a intenção de “limpar o caminho” para proporcionar a retomada do crescimento do Brasil. Ele citou avanços na reativação operacional do Ceitec (Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada), estatal sediada em Porto Alegre, única da América Latina fabricante de chips e semicondutores, que estava em processo de liquidação.

Perspectivas para 2024 

O deputado Heitor Schuch acredita que o próximo ano será, mais uma vez, de muito trabalho, em que a atuação em prol da região seguirá entre as prioridades. Nesse sentido, além da defesa permanente dos fumicultores – inclusive com a participação na COP 10 que foi remarcada para fevereiro, ele vai destinar R$ 10 milhões em emendas para os municípios do Vale do Rio Pardo, priorizando as áreas da saúde, infraestrutura urbana e rural e educação.

Sobre a mudança de data da realização da COP 10, o deputado classifica como uma estratégia para amenizar o debate. “Quando se posterga uma festa, um casamento, uma COP, você pode até remarcar para outro dia, mas a tendência é de ficar mais pequena e com um ambiente frio. Na minha opinião, essa alteração que a Organização Mundial da Saúde (OMS) fez, jogando de novembro para fevereiro, já dá uma esfriada”, enfatiza.

No cenário político, o parlamentar espera que as eleições municipais sejam diferentes, sem tanta polarização, confrontos e difusão de fake news, e que os eleitores voltem a debater e se interessar pelas propostas dos candidatos.

Na economia, segundo o deputado, o cenário aponta para uma redução da taxa Selic, o que deve impactar positivamente no custo e consequente na retomada dos investimentos no país.

Foto: Kássia Machado / Rádio Santa Cruz

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui