Foto: Tony Winston / MS / Divulgação

A CPI da Covid aprovou nesta quinta-feira, 10, uma série de requerimentos para quebra de sigilos telefônicos e telemáticos dos ex-ministros da Saúde Eduardo Pazuello e das Relações Exteriores Ernesto Araújo.

Outro requerimento aprovado, proposto pelo senador Eduardo Girão (Podemos-CE), foi para convocar o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário.

A sessão desta quinta foi marcada pela ausência do governador do Amazonas, Wilson Lima. A CPI iria recebê-lo para depor durante a manhã, mas no final da noite dessa quarta a ministra do STF Rosa Weber concedeu um habeas corpus. A partir daí, Lima decidiu não comparecer à comissão para prestar esclarecimentos sobre a gestão do Estado na pandemia do coronavírus.

A abertura da comissão, então marcada para as 9h30min, foi precedida por lamentos de diversos senadores por conta da ausência de Wilson Lima. Após algumas conversas, o presidente Omar Aziz (PSD-AM) abriu a sessão e na sua primeira manifestação avisou que o Senado irá recorrer da decisão da ministra Rosa Weber.

“Quero informar que vamos recorrer desta decisão. Vamos respeitar o parecer da ministra Rosa Weber, mas nós não vamos cessar a nossa busca pela verdade. Eu lamento que o governador Wilson Lima não esteja aqui porque a população de Manaus e do Amazonas esperava por esclarecimentos. O que se passou lá não é normal”, disse Aziz.

*Com informações da Agência Senado 

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui