A CDL Santa Cruz está se engajando a mobilização estadual contra o aumento de ICMS, cujo projeto está em tramitação na Assembleia Legislativa, oriunda do governador Eduardo Leite. O movimento é integrado pelas Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDLs) de todo o Rio Grande do Sul, sob a liderança da Federação Varejista do estado.

A campanha foi detalhada em uma reunião virtual, com a participação de presidentes e líderes do movimento lojista. Segundo o vice-presidente da CDL Santa Cruz, Gilberto Eidt, que participou da reunião, o objetivo é unir forças para atuar junto aos parlamentares gaúchos, sensibilizando-os para a gravidade do ajuste do ICMS e os impactos financeiros que podem afetar as empresas do segmento de comércio e serviços, caso o aumento do imposto seja aprovado.

O presidente da Federação Varejista do RS, Ivonei Pioner, destaca a importância de uma pressão efetiva e articulada junto aos deputados estaduais. “É imprescindível intensificarmos nossa mobilização, pois a votação que definirá o futuro do ICMS ocorrerá até 31 de dezembro. Apesar de a data limite oficial ser 19 de dezembro, existe a possibilidade de convocação de sessões extraordinárias. Devemos manter uma vigilância constante, pois a votação é decidida por maioria simples, ou seja, 50% mais um voto. Precisamos garantir que compreendam a relevância de uma decisão fundamentada nos interesses da sociedade e da economia estadual”, ressaltou Pioner.

Em termos de Santa Cruz do Sul, a CDL Santa Cruz está mobilizando toda a cadeia varejista e de serviços “A participação ativa de todos é crucial nesse momento decisivo para as finanças e o desenvolvimento do estado”, observa o vice-presidente Gilberto Eidt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui