Duas reuniões especiais serão realizadas na próxima segunda-feira, dia 30, pela Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Sul. Estarão em debate os assuntos preço dos combustíveis nos postos de distribuição e o recolhimento de lixo.

A primeira reunião especial às 16h vai tratar da coleta do lixo em Santa Cruz do Sul. O encontro foi solicitação do vereador Francisco Carlos Smidt (PSDB) e vai contar com a presença do diretor operacional da Conesul, Ricardo Muradás, além de um representante da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

A segunda reunião especial será realizada às 16h30, e foi requerida pelo vereador Alberto João Heck (PT). A política de preços de combustíveis nos postos de distribuição e no abastecimento em Santa Cruz do Sul será tema do encontro, que terá a participação do promotor de Justiça Especializada, Erico Barin, e do coordenador do Escitório do Edecon, Marcelo Estula.

O Sulpetro foi convidado para a reunião e justificou, em nota assinada pelo presidente João Carlos Dal´Aqua, que “como entidade representativa do setor varejista de combustíveis, não interfere, não influencia e não tem qualquer ingerência na política de precificação dos produtos de seus associados que atuam em um ambiente livre, sem nenhum tabelamento de preço nos postos do Estado. Como o mercado é livre em todas as suas etapas e muitos fatores podem influenciar, cada revenda é conhecedora de sua realidade e busca sobreviver de forma digna no setor”, diz o comunicado.

A nota encaminhada pelo Sulpetro destaca ainda que “questões como valor de aquisição dos produtos das distribuidoras, custos individuais de cada estabelecimento (fixos e variáveis), concorrências legais ou até predatórias, objetivos do posto, entre outras, interferem diretamente nos valores, não sendo possível determinar uma única razão para queda ou elevação dos preços. Ao longo dos seus 62 anos de história, o Sulpetro sempre defendeu a leal e livre concorrência, a oferta de produtos e serviços de qualidade ao consumidor, sendo parceiro dos órgãos reguladores na busca pelas boas práticas de mercado e contra a sonegação fiscal e evasão de divisas”, completa o enunciado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui