Lourdinha, a mulher mais velha do mundo completou 118 anos. Sim, uma maravilha, amore.

Estou relendo a “Ilíada” do mega e desleixado Homero, Lourdinha. Sim… continuo costurando a adaptação da “Divina Comédia” do bondoso Dante (Alighieri) para uma linguagem popular (brasileira), sabe. É trabalho que não acaba mais, amore. Coisa para 6 ou até mesmo 10 anos, sabe.

Olha, não “gostei” da translação do Belchior para a “Divina Comédia”, amore. Sim… é boa, mas é outro estilo. Pensei que fosse conjuntural, mas ficou meio rebuscada, sabe. Eu quero uma coisa mais simples, mais juvenil, mais respirável, entende.

Lourdinha, outro dia celebramos o Dia de são Jorge (275-303) da Capadócia, na Turquia. Ele era um soldado valoroso, como são Sebastião e carregava a couraça, a espada e o escudo que traduziram como (nossa) fé, esperança e caridade.

Olha, estamos celebrando também os 200 anos de nascimento do poeta francês Charles Baudelaire (1821-1867). Sim, ele é o autor de “As flores do mal”, um portento.

Lourdinha: estamos a caminho da sexta extinção em massa da vida na Terra e dessa vez será pela mão humana. Ou desumana… e comercial.

O Brasil é o 4º país no mundo em crimes ambientais: são cerca de 38 milhões de animais traficados por ano. Isso rende muito para grileiros & farsantes, sabe.

Na Ásia, caçadores matam 175 mil pangolins por ano, minha nossa (do caminho da roça). Um pangolim come cerca de 70 milhões de formigas por ano. Chegaram até a dizer ou espalhar que o Coronavírus veio de um pangolim chinês, mas… vai saber, né.

O mundo é contaminado por milhões de mentiras & inverdades a cada dia, Lourdinha. Uma outra grande pandemia, desde a gripe espanhola que foi um vírus norte-americano, sabe.

A morte (ou assassinato) do menino Henry no Rio de Janeiro me deixou entristecido, minha santa. Lembrei da menina Isabela Nardoni, em São Paulo, e do menino gaúcho Bernardo Boldrini de Três Passos. Lembrei também de outras muitas crianças sofridas e assassinas pelo país afora, inclusive as crianças vítimas de balas perdidas. “Que país é esse”, amore?

Lourdinha pescadores brasileiros pegaram um atum-azul de 350 kg. O peixão valeria 140 mil reais se eles tivessem voltado logo e vendido o bichão para se fazer sushi. Acontece que para se fazer sushi o atum tem que estar “fresquito” ainda.  Como deixaram passar muito tempo, perderam a bolada.

Em 2019, um atum tipo esse foi vendido no Japão por 3 milhões de dólares, cerca de 15 milhões de reais, amore.

Lourdinha, o jogador Cristiano Ronaldo comprou o apartamento mais caro de Lisboa por 7 milhões de Euros, ou seja, cerca de 47 milhões de Reais. Sim, um abuso, amada.

Olha, Lourdinha, terminei de ler “A morte de Ivan Ilitch”, do escritor russo Leon Tolstói. Ah, amore, não sei quantos livros já li nesta pandemia. Foram muitos, sabe. Além de escrever um monte também, minha santa.

Lourdinha minha, o astronauta e piloto da Apollo 11, a primeira missão a pisar na Lua, o Michael Collins, morreu no dia 29 de abril, aos 90 anos de idade.

Dia 24 de abril foi o Dia do Chimarrão, amore. Este ano o setor vai colher 280 mil toneladas de erva-mate, um volume quase 10% menor do que o ano passado que foi de 300 a 320 mil toneladas, amada.

Lourdinha, a cidade de Roma completou 2.774 anos: foi fundada em 753, antes de Cristo.

Ave César, Lourdinha.

Dogival Duarte, Escritor e poeta

Foto: Reprodução

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui