Foto: Ricardo Duarte / Inter

Independentemente da volta ou não de Taison, que segue em recuperação de uma lesão muscular, Diego Aguirre terá mais opções para montar o time que colorado que enfrenta o Fortaleza, domingo, 19, no Beira-Rio. Com mais peças à disposição, abrem-se diante do técnico novas possibilidades de esquemas táticos e também de estratégias para o enfrentamento do adversário. Em tese, ele pode optar por retomar o esquema com dois volantes posicionados ou reforçar o setor ofensivo.

Os números mostram que a presença de um jogador com características de ataque não necessariamente confere força ofensiva ao time. E, por outro lado, comprovam que ter dois volantes no meio-campo não deixa a equipe exageradamente defensiva. Afinal, contra Flamengo e Fluminense, o Inter começou com Dourado e Lindoso e, mesmo assim, marcou oito gols. Já diante do Sport, o Inter teve um volante (Lindoso) e mais um homem de frente (Caio Vidal) e mostrou muitas dificuldades para atacar.

Após a vitória sobre o Sport por 1 a 0, na última segunda-feira, Aguirre admitiu que a escalação de Caio Vidal foi uma tentativa de dar mais alternativas de jogada para a equipe, que precisava da vitória, apesar de jogar fora de casa. “Nós tentamos fazer um jogo mais ofensivo. Por isso, botamos o Caio Vidal, que é mais um atacante. Ele foi bem, participou do gol, trabalhou bastante e se esforçou muito. Não tirei ele porque estava jogando mal, mas para buscar uma variante tática com o Guerrero. Foi bom”, disse o técnico.

Aguirre não deu qualquer pista sobre seus planos para a partida contra o Fortaleza. Porém, na Ilha do Retiro, o técnico não tinha Dourado, que agora fica à disposição. Trata-se de um jogador da confiança do comandante, que o conhece desde a passagem anterior pelo Beira-Rio, em 2015. Por outro lado, Lindoso ganhou espaço no time com atuações eficientes. Por isso, a dúvida deve ser permanecer até momentos antes de a bola rolar.

Seja qual for a formação tática utilizada pelo treinador, o Inter buscará a vitória diante do Fortaleza, que faz ótima campanha no Campeonato Brasileiro. Se conquistar os três pontos, o time colorado tem uma chance, pequena e na dependência de resultados paralelos, de alcançar o G-6. Além disso, mantém a fase de ascensão na tabela, que já dura seis rodadas de invencibilidade.

“É um trabalho de muita dedicação e empenho por parte dos jogadores. Estamos vivendo umas semanas cheias para trabalhar e isso está nos favorecendo. Essa sequência de vitórias e empates é muito importante, e agora que temos mais um jogo no Beira-Rio, esperamos conquistar os três pontos”, afirmou Maurício, ontem. Ele é a principal alternativa para compor o time no caso de a ausência de Taison se confirmar.

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui