Foto: Jacson Miguel Stülp

Na sessão extraordinária desta quinta-feira, 13, assumiu novamente o mandato pelo Partido dos Trabalhadores (PT) a vereadora suplente Dieni Berté Schwendler, substituindo o vereador Alberto Heck. Assistente social de formação, atuando profissionalmente em entidade assistencial, projetos e também como representante em conselhos municipais e presente em diversas mobilizações comunitárias, a parlamentar em exercício manifestou que votaria favorável aos projetos do Poder Executivo envolvendo benefícios à população com maior vulnerabilidade socioeconômica.

Caso dos apenados e apenadas, que poderão ter mais oportunidades de trabalho externo, através do termo de cooperação entre o Estado e o município, que será possibilitado pelo Projeto de Lei 002/E/2022, autorizando a utilização de mão de obra da pessoa presa no Presídio Regional de Santa Cruz do Sul e no Instituto Penal de Monitoramento Eletrônico da 8ª Região pelo Projeto. “As atividades laborais são muito importantes no processo de ressocialização de quem está encarcerado ou com sua mobilidade controlada devido a condenações judiciais”, observa Dieni.

Quanto ao projeto beneficiando os moradores nos residenciais Santo Antônio e Viver Bem, através do trabalho técnico social, Dieni frisou que se trata de “assegurar direitos e maior qualidade de vida, mobilizando a população local, articulando políticas públicas, principalmente de assistência social, saúde e educação”.

A implementação do Programa Nenhuma Casa sem Banheiro, outro convênio do Estado com o município, com a construção de módulos sanitários em residências localizadas nos Bairros Santuário, Faxinal Menino Deus, Santa Vitória e Bom Jesus, mereceu elogios da vereadora suplente. “Ter um local para tomar banho e outros usos de equipamento sanitário adequados é proporcionar dignidade às pessoas”, resumiu, ressaltando que a abrangência do programa precisa ser maior: “Existem centenas ou até milhares de famílias santa-cruzenses enfrentando precariedades espantosas em pleno século XXI, como a de não ter um banheiro minimamente descente para o uso das crianças e adultos da casa”, completou.

ROTATIVO – Dieni Berté Schwendler se posicionou quanto ao projeto do Executivo visando a regulamentação e concessão do Sistema de Estacionamento Rotativo Pago em vias Públicas do Município de Santa Cruz do Sul. Em conversação com o vereador Alberto Heck, considerando vários questionamentos vindos da comunidade santa-cruzense e a impossibilidade de análise mais detalhada em tempo tão exíguo, o voto da bancada petista foi contrário. “Acreditamos ser importantíssimo aprimorar o serviço do estacionamento rotativo e também garantir a viabilidade do transporte coletivo urbano no município, mas seria mais prudente e democrático ampliar-se o debate e escutar entidades locais, caso do Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro)”, salientou a vereadora em exercício.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui