Foto: Reprodução

Municípios dos Campos de Cima da Serra foram atingidos por uma forte chuva com queda de granizo no final da tarde deste domingo, 19. Em São José dos Ausentes, a tempestade atingiu em cheio a área urbana do município de pouco mais de 3,5 mil habitantes, provocando estragos como destelhamento e vidros quebrados em dezenas de moradias. De acordo com a Defesa Civil, pelo menos 300 casas foram afetadas. Não há registro de desalojados.

Tão logo os relatos de estragos iniciaram, por volta das 17h30min, a prefeitura reuniu servidores para dar início a uma força-tarefa, que no primeiro momento está distribuindo lonas para famílias necessitadas.

De acordo com o prefeito, Ernesto Boeira, nesta segunda-feira, 20, serão formadas equipes para se deslocar até os locais onde for preciso ajudar na reconstrução. O feriado Farroupilha foi cancelado para os servidores.

“O que mais chega para nós são relatos de destelhamento. Algumas casas perderam praticamente todo o telhado, mas ainda essa noite vamos conseguir cobrir com lonas. Amanhã começamos a ajudar com telhas e o que mais for preciso. Esperamos que não venha mais chuva, para que a gente possa ajudar melhor essas pessoas”, disse o prefeito, Ernesto Boeira.

Até o início da noite deste domingo, não havia informação sobre famílias desalojadas ou desabrigadas. Interessados em doar para o município devem entrar em contato por telefone coma prefeitura, através do telefone (54) 3234-1100.

A forte chuva provocou estragos também em Bom Jesus, município vizinho de Ausentes. De acordo com a Defesa Civil, cerca de 35 casas sofreram estragos provocados pelo granizo e pelo vento. Ao menos 56 pessoas estão desalojadas. A área mais atingida foi a localidade de Arrepio. Também houve distribuição de lonas para as famílias atingidas.

Clientes sem luz no RS

Caiu para 25 mil o número de clientes sem energia elétrica no Rio Grande do Sul por conta da chuva que atingiu o Estado. O balanço foi atualizado pela CEEE Equatorial as 5h desta segunda-feira. No final da tarde de ontem, o número chegou a 74 mil. Porto Alegre, Santo Antônio da Patrulha, Osório, Camaquã e Encruzilhada do Sul são as áreas mais atingidas.

Fonte: GZH

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui