A Comissão de Educação do Senado aprovou um projeto que cria um feriado para celebrar Santa Dulce dos Pobres. De acordo com o projeto do senador baiano Ângelo Coronel (PSD), o novo feriado nacional seria no dia 13 de março.

O projeto, aprovado na última quinta-feira (18), segue para análise na Câmara de Deputados. A data escolhida para o feriado é o dia da morte de Irmã Dulce, que morreu em 1992, em Salvador.

vida da santa baiana têm vários fatos marcantes com relação com o número 13, incluindo a data em que é celebrada a Bem-Aventurada Dulce dos Pobres, em 13 de agosto. O relator do projeto no Senado foi o senador Flávio Arns (Podemos-PR).

Em setembro de 2019, o governo da Bahia já havia decretado 13 de outubro como Dia de Irmã Dulce no estado, porém a data não é um feriado. Já a igreja Católica celebra a Santa Dulce em 13 de agosto, dia em que ela se tornou freira.

m 13 de outubro de 2019, Irmã Dulce foi canonizada pelo Papa Francisco no Vaticano e tornou-se a Santa Dulce dos Pobres. Uma das religiosas mais populares do Brasil devido ao trabalho social prestado aos mais pobres e necessitados, ela é conhecida como o “Anjo Bom da Bahia”.

O Vaticano considera Santa Dulce a primeira santa brasileira. Apesar de outras brasileiras e uma religiosa que atuou no país terem sido canonizadas anteriormente, Dulce foi a primeira mulher nascida no Brasil que teve milagres reconhecidos pela Igreja Católica.

primeira missa para Santa Dulce dos Pobres foi celebrada em Roma, em 14 de outubro de 2019, pelo então Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger.

Sete dias após Irmã Dulce tornar-se santa, foi a vez da festa ser realizada em Salvador. Em 20 de outubro de 2019, milhares de fiéis se reuniram na Arena Fonte Nova para a primeira missa dedicada à santa no Brasil.

Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui