Na tarde desta quarta-feira (13), uma reunião virtual entre a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedet), Credisol e Banco Regional de Desenvolvimento Econômico (BRDE), com a participação da prefeita Helena Hermany, debateu os detalhes do programa emergencial destinado a alavancar os pequenos negócios, manter empregos e gerar renda.

Conforme o secretário municipal da Sedet, Marcio Farias Martins, o encontro serviu para uma apresentação entre todos os envolvidos, além da discussão sobre as regras para a concessão de crédito. O programa é uma das metas para os primeiros 100 dias de governo e precisa passar por aprovação na Câmara de Vereadores.

Poderão recorrer ao auxílio, profissionais liberais, autônomos microempreendedores, microempresas e empresas de pequeno porte, por meio de cadastro junto ao Banco do Povo. A taxa bancária deverá ficar entre 1% a.m e 3% a.m. Já o prazo para pagamento será de 24 meses, com os três primeiros meses de carência e o valor total que poderá ser contratado pode chegar até R$ 100 mil.

O valor global estimado para concessão de crédito é de R$ 6 milhões de reais, volume suficiente para auxiliar um contingente de mil empreendimentos.

Foto: Luiz Fernando Bertuol

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui