Foto: Isadora Oliveira Pereira

Parceria entre a Prefeitura de Santa Cruz do Sul, por meio da Secretaria de Habitação, Desenvolvimento Social e Esporte (Sehase), e o Senac contribuiu para qualificação de mais um grupo de pessoas. Ocorreu na tarde desta sexta-feira, 13, a solenidade de formatura de mais uma turma do Programa Nacional de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho (Acessuas Trabalho).

O programa atende pessoas entre 14 e 64 anos. Ao todo, 20 participantes concluíram o curso de quatro encontros. Eles são provenientes dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) Bom Jesus e Central e do Centro Dia. O programa oferta oficinas preparatórias para o mercado de trabalho, com dinâmicas e outras atividades realizadas em sala de aula. Entre os temas abordados, estão a criação de e-mails, elaboração de currículo, dicas de comportamento em uma entrevista de emprego e após a contratação, e marketing pessoal.

Conforme a diretora de Desenvolvimento Social Sehase, Priscila Froemming, a iniciativa tem alcançado resultados positivos, com o encaminhamento de muitos participantes para vagas de trabalho. Ela explica que a Prefeitura está desenvolvendo uma plataforma digital, o projeto Qualifica Santa Cruz, onde os currículos dos participantes serão inseridos e ficarão acessíveis para empresas em busca de contratações. Priscila parabenizou os formados e desejou sucesso na busca pela oportunidade profissional. “Buscamos promover a dignidade humana, para que as pessoas sejam independentes”, declarou.

Também participaram da cerimônia a diretora da Escola de Ensino Médio e técnico Senac, Daniela Roehrs Laner, a coordenadora do Cras Integrar, Solange Basso, e a coordenadora do Centro Dia, Carolina Juruena.

O Acessuas Trabalho tem ajudado muita gente na hora de buscar uma vaga de emprego. É o que pensa Valderez do Nascimento Tomaz. Há cerca de um mês, ela foi contratada pela JTI. Depois de quase dois anos sem trabalhar, ela acredita que a qualificação foi um diferencial para a sua seleção. “Quanto mais a gente se profissionalizar, melhor. O curso ajudou muito, o CRAS também”, avaliou.

Foto: Valderez do Nascimento Tomaz. Crédito: Isadora Oliveira Pereira

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui