Foto: Prefeitura de Venâncio Aires

Avança a parceria entre a Prefeitura de Venâncio Aires e o Instituto Federal Sul-rio-grandense, IFSul Venâncio Aires, para monitoramento dos níveis de água do Arroio Castelhano. Uma reunião na sexta-feira, 10, entre a secretaria municipal de Educação, Defesa Civil, Patrulha Agrícola e professores do instituto, acertou algumas definições para a implantação do projeto PlaMoNa – Plataforma de Monitoramento do Nível de Águas. O projeto, de acordo com um dos professores orientadores, Marcelo de Barros, tem prazo de execução de até um ano e é totalmente desenvolvido por alunos do instituto. A previsão é de investimento de cerca de R$ 45 mil.

O projeto nasceu em 2016, a partir de uma demanda de alunos do IFSul, Instituto Federal Sul-rio-grandense de Venâncio Aires que residiam na parte baixa da cidade, região que sofre há anos com os alagamentos e enchentes no arroio Castelhano. A proposta é inclui a construção de pontos para monitoramento e antecipação de inundações. A ideia inicial, conforme o que foi apresentado à Prefeitura é a instalação de três pontos: nas proximidades da Estação de Tratamento da Água – ETA, no acesso Grão Pará, outro ponto da RSC 422 e em Linha Olavo Bilac.

Com sistemas eletrônicos que possibilitaram a comunicação em tempo real, a previsão é de que as inundações sejam previstas com até cinco horas de antecedência. O projeto inclui ainda a criação de um site, com monitoramento e o histórico dos dados de medição e conforme o professor Geovane há a possibilidade de expandir as informações aplicativos de celular.

O PlaMoNa tem na orientação o professores: Marcelo de Barros, Geovane Griesang, Daniel Assmann, Josemar de Oliveira Quevedo e Fernando Luiz Hartmann. O desenvolvimento dos trabalhos foi realizado por alunos dos cursos de Refrigeração, Eletromecânica e Informática.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui