Foto: Luiz Fernando Bertuol

Na primeira reunião entre o novo governo municipal de Santa Cruz do Sul e a Corsan, realizada nesta terça-feira, dia 12, no Palacinho, a prefeita Helena Hermany cobrou de forma incisiva providências da direção da concessionária para sanar os recorrentes problemas de desabastecimento de água que afetam a população, tendo em vista os ocorridos nos últimos dias, marcados por altas temperaturas, e que deixaram milhares de famílias desassistidas.

Ficou definido no encontro desta tarde que a prefeita vai emitir um decreto recriando a Comissão Especial de Acompanhamento do contrato firmado em julho 2014, com o objetivo de fazer cumprir as metas pactuadas com os santa-cruzenses. A instância ficará responsável por acompanhar mais de perto as obras e ações previstas, nos mesmos moldes do que ocorreu em março de 2017, quando o grupo foi formado.

“Recebemos uma cobrança incisiva da prefeita e da administração municipal para evitar que o desabastecimento de água, como o do final de semana, ocorra novamente no município. Vejo como muito positiva a retomada da comissão para uma atualização semanal e mensal das demandas e expectativas do Executivo e da população”, afirmou o superintendente regional da Corsan, José Roberto Ceolin Epstein.

A comissão será constituída pela prefeita Helena Hermany, pelo superintendente regional e membros da diretoria da Corsan, representantes da Procuradoria Geral do Município e secretarias municipais de Meio Ambiente, Saneamento e Sustentabilidade e de Planejamento, Orçamento e Gestão. Também serão convidados a compor a comissão, a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Santa Cruz do Sul (Agerst), Ministério Público e Legislativo. As reuniões serão semanais e a primeira já tem data marcada, quarta-feira da semana que vem, às 10 horas, no salão nobre. Na ocasião será apresentado um detalhamento das obras em andamento.

Da reunião desta tarde participaram, além da prefeita e do superintendente regional da Corsan, o procurador geral do município, Ricardo Scherer, o procurador adjunto, Rogério Pinheiro Machado, o secretário de Meio Ambiente, Jaques Eisenberger, o líder do governo na Câmara de Vereadores, Henrique Hermany, o advogado da Corsan, Marcelo da Rosa, e a superintendente de Relações Institucionais, Samanta Takimi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui