O Papa Francisco pediu neste domingo (26/6) calma a todas as partes diante dos sangrentos protestos indígenas registrados no Equador.

O pontífice de 85 anos exortou em particular “a prestar atenção às populações marginalizadas e mais pobres, mas sempre respeitando os direitos de todos e as instituições do país”.

O Congresso equatoriano deve debater neste domingo a demissão do presidente de direita Guillermo Lasso depois de deliberar por quase oito horas no sábado sobre sua responsabilidade na “comoção interna”, que deixou treze dias de sangrentos protestos indígenas.

Foto: Rádio Vaticano

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui