Foto: Divulgação

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) vem atualizando informações sobre a nova massa de ar polar que causará “frio intenso” nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e no sul da Região Norte entre esta quarta, 28, e 1º de agosto.

Segundo meteorologistas, as temperaturas já começaram a declinar de forma acentuada a partir de hoje, 27, no Rio Grande do Sul.

A meteorologista Morgana Almeida informa que, eventualmente, em áreas de maior altitude, entre os dias 29 e 31, as temperaturas mínimas ficarão entre -6ºC e -8ºC. “Teremos, pelo menos durante três dias consecutivos, temperaturas máximas inferiores a 10ºC na Região Sul”, disse.

O Inmet acrescenta que, ainda nesta quarta, 28, a presença de um ciclone extratropical no Oceano Atlântico intensificará os ventos no litoral da Região Sul e também favorecerá a incursão de umidade nas serras gaúcha e catarinense.

“A combinação de umidade com o ar frio poderá favorecer a ocorrência de chuva congelada e/ou queda de neve nas áreas de maior altitude”, acrescenta a Meteorologia ao informar que persiste a previsão de que – entre os dias 28 e 31 de julho – o ar frio predominará por toda a Região Sudeste, Centro-Oeste e sudoeste da Amazônia Legal, ocasionando mais um episódio de friagem.

Destaques

Entre os destaques climáticos elencados pelo Inmet está a persistência de chance de “mais um evento de queda de neve” nas serras gaúcha e catarinense, de forma “fraca e bem isolada” entre os dias 28 e 29, não sendo descartada a possibilidade de chuva congelada ou neve na serra do Sudeste no Rio Grande do Sul.

Até quinta, 29, além do frio, o vento minuano entre 40 e 50 km/h deixará a sensação térmica muito baixa com valores negativos à noite e manhã, requerendo muito cuidado para a permanência em áreas externas, segundo o CPMET (Centro de Pesquisas e Previsões Meteorológicas) da UFPel (Universidade Federal de Pelotas). Sugere-se a procura de lugares abrigados e preferencialmente com aquecimento.

Ocorrerão geadas de intensidade forte em praticamente todo o Estado com congelamento de algumas superfícies úmidas como poças e áreas de açudes rasos. As culturas que necessitam de proteção devem ser preparadas para o congelamento das seivas.

Fonte: O Sul

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui