Entidades estudantis, professores da rede pública e representantes da comunidade universitária e institutos federais realizam uma Greve Nacional da Educação contra o corte de verbas para educação e a reforma da Previdência, nesta quarta-feira, 15.

Em Santa Cruz do Sul, a concentração iniciou às 9 horas, em frente à praça localizada próximo ao Lothar Krause, na Avenida Independência. Os manifestantes se uniram à mobilização do 9º Grito de Alerta realizada pela Fetag e percorrem as ruas da cidade até o INSS.

As principais frases entoadas no ato pelos mobilizados são de que “a Reforma é para tirar de quem trabalha” e “só a luta vai fazer o Governo retroceder”.
O corte de recursos foi anunciado no final de abril pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, que afirmou que o governo congelaria 30% no orçamento de 2019  para todas as universidades e institutos.