Rodrigo Maia recebeu o resultado do exame nesta quarta | Foto: llace Martins / Futura Press / Estadão Conteúdo / CP

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta sexta-feira que o afastamento do presidente da República, Jair Bolsonaro, do cargo, “de forma inevitável, será debatido pelo Congresso no futuro”. Bolsonaro sofre críticas pela condução da pandemia do coronavírus, em especial sobre a situação de Manaus, onde se esgotou o oxigênio usado para o tratamento de pacientes graves da Covid-19.

Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, Maia afirmou, entretanto, que um assunto mais urgente é discutir a situação do País no combate à pandemia do novo coronavírus. O presidente da Câmara esteve acompanhado do governador João Doria (PSDB) e do candidato à sucessão da Casa, Baleia Rossi (MDB-SP).

Rossi voltou a defender que sua candidatura à Presidência da Câmara não é uma candidatura de “oposição ao governo, mas de independência da Câmara”. “Uma candidatura não pode ter como bandeira, o impedimento do presidente”, disse o parlamentar.

Fonte: Correio do Povo

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui