Foto: Fernando C. Vieira / Grupo CEEE / Divulgação

O governo do Rio Grande do Sul assinou na manhã desta quinta-feira, 14, o contrato de venda da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) Transmissão para CPFL Energia. A empresa já havia apresentado uma proposta de R$ 2,67 bilhões, o que representa um ágio de 57,13%. O valor inicial estabelecido pelo Piratini era de R$ 1,7 bilhão.

A cerimônia de assinatura ocorreu no Palácio Piratini, com as presenças do governador Eduardo Leite, do presidente da CEEE-T e do Grupo CEEE, Marco Soligo, e do presidente da CPFL Energia, Gustavo Estrella.

O braço de transmissão da CEEE foi arrematado em 16 de julho pela CPFL durante um leilão realizado na B3, a bolsa de valores em São Paulo. Apesar da CPFL ter oferecido um valor com ágio significativo, a oferta ainda ficou abaixo dos R$ 3 bilhões projetados por integrantes do Palácio Piratini.

Na ocasião do certame, a CPFL sempre esteve à frente das concorrentes nas propostas pela CEEE-T. A primeira proposta, logo no começo do evento, foi de R$ 2,6 bilhões. Em seguida, ao estar entre as vencedoras da primeira etapa, a companhia aumentou a proposta inicial em R$ 30 milhões e depois chegou à cifra de R$ 2,64 bilhões. No final, a oferta para arrematar a CEEE-T ficou em R$ 2,67 bilhões.

Logo após o arremate, a CPFL prometeu investir pesado no Rio Grande do Sul nos próximos cinco anos. A companhia declarou que fará um aporte de R$ 1,5 bilhão na empresa, que deixará de ser estatal. “A CEEE-T que já vem com bons indicadores operacionais, e todo o nosso conhecimento e experiência vai ajudar muito a operação. Estamos trazendo o potencial de investimento. A empresa, nos últimos três anos, investiu uma média de R$ 95 milhões. Em cinco anos, esse número vai saltar para R$ 1,5 bilhão”, disse Estrella.

Fonte: Correio do Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui