Foto: Arquiteto Ronaldo Wink

Localizada no coração de Santa Cruz do Sul, a praça Getúlio Vargas destaca-se desde sua criação, como principal ponto de encontro de sua população.

Sua importância histórica e urbanística é acentuada pelo fato de ter surgido simultaneamente a demarcação das primeiras quadras do núcleo urbano, realizada pelo Capitão Francisco Cândido Castro de Menezes, ainda na metade do século XIX.

Local de eventos culturais, esportivos e também de encontro das famílias, a praça passou por inúmeras transformações ao longo de sua existência, sendo que seu ajardinamento, assim como o conhecemos hoje, teve início somente no início do século XX, bem como a implantação do seu belíssimo chafariz, ocorrido no início dos anos de 1940.

Desde então, muitas intervenções ocorreram, sendo implantadas também várias edificações, o que em parte, acabou deturpando sua função inicial de jardim público destinado ao lazer da comunidade.

Sendo assim, as propostas apresentadas a seguir, visam ordenar espacialmente seus monumentos, equipamentos de lazer e infraestrutura, criando novos atrativos e potencializando sua utilização.

DIRETRIZES PROJETUAIS DAS INTERVENÇÕES:

 Harmonia e discrição em relação ao patrimônio arquitetônico existente;

Durabilidade e resistência ao uso;

Facilidade e baixo custo de manutenção,

Revitalização estética e programática.

PROJETOS ARQUITETÔNICOS ELABORADOS

Reforma dos sanitários e criação de novo depósito de material de jardinagem:

Como importante equipamento de apoio as inúmeras atividades desenvolvidas na praça, aos turistas em eventos especiais e também aos milhares de cidadão que circulam pelo centro da cidade, os sanitários públicos feminino e masculino, construídos a várias décadas atrás, necessitam, sem dúvida de uma requalificação.

A proposta envolve uma reformulação geral de pisos, revestimentos internos e externos, louças, metais, esquadrias e encanamentos, adição de uma laje de concreto de cobertura e reservatórios superiores de água. Materiais de alta resistência serão empregados, tais como o granito nas bancadas e divisórias dos mictórios e o alumínio nas esquadrias. Sanitários PCD e fraldários serão mantidos e melhorados.

Um anexo ao volume dos sanitários, contando com telhado verde, abrigará um depósito de materiais de jardinagem e também uma copa para os funcionários.

Parque infantil – zona de aventura

Visando o entretenimento de crianças de 5 a 10 anos, a nova ala infantil da Praça Getúlio Vargas será caracterizada por equipamentos que estimulem as brincadeiras em ritmo de aventura. A rusticidade será a marca do espaço, sendo o conjunto executado em toras de madeira devidamente tratadas.

Área para mesas de xadrez – Espaço Henrique Costa Mecking (Mequinho)

Voltado ao lazer e desenvolvimento intelectual de adeptos de todas as idades, a área com mesas de xadrez, será sem dúvida um local de encontro de várias gerações. Situado em local arborizado, será dotado de mesas e bancos executados em concreto aparente, com tampos revestidos de granito onde estarão grafados os tabuleiros.

Este local abre espaço para uma justa homenagem ao maior enxadrista brasileiro, o santa-cruzense Henrique Carlos Mecking, inúmeras vezes campeão nacional e latino americano, tendo chegado a se classificar entre os três melhores do mundo na década de 1970, alcançando o título de Grande Mestre Internacional de Xadrez.

Monumento a Dom Alberto

Destinado a homenagear o primeiro bispo da Diocese de Santa Cruz do Sul, Dom Alberto Etges, o monumento será constituído de um pedestal em concreto revestido de granito nos tons vermelho e preto com acabamento flameado.

O busto, a ser encomendado de artista reconhecido, será confeccionado em bronze. Dados do homenageado e o brasão de seu episcopado serão gravados a laser na pedra.

Base Monumento a Mãe

Atualmente voltado para a rua Marechal Floriano, o monumento será relocado em função da implantação do coreto destinado a apresentações artísticas.

Sua nova posição, em destacada localização, será direcionada para o centro da praça, apresentando base elevada, com revestimento de granito flameado cinza corumbá, em contraste com a base do próprio monumento em granito vermelho. Seus degraus de acessos servirão também de local de descanso e contemplação do chafariz.

Pira da Pátria

Retirada a alguns anos de seu antigo espaço em frente a Catedral São João Batista, a Pira da Pátria constitui-se em um elemento repleto de simbolismo cívico e  emocional. Sua volta para a área da praça voltada para a rua Ramiro Barcelos, em frente a Catedral é há muito almejada pela população da cidade. Seu retorno, no entanto, se dará de forma sutil, de maneira a não interferir na visualização, tanto da Catedral quanto do chafariz, elementos icônicos do patrimônio arquitetônico da cidade e região.

Uma plataforma, levemente descolada do chão, abrigará a coluna com o fogo simbólico, envolto em um globo de cobre. Este elemento, além de esconder o equipamento mantenedor da chama (que será retirado após as solenidades das            semanas da Pátria e Farroupilha), resultará em uma obra de arte ao longo do restante do ano. O acesso será feito por uma pequena rampa, junto a Ramiro Barcelos e uma escadaria voltada ao centro da praça.

Com duplas funções, a plataforma poderá servir de base para fotografias da Catedral e a escadaria como pequena arquibancada para apreciação do chafariz.

Para garantir a nobreza e durabilidade do conjunto, o material escolhido foi o granito cinza corumbá flameado com detalhe em granito preto. Corrimãos de aço inox complementam o conjunto.

Coreto

Contando com excepcional localização, o largo da praça voltado para a Rua Marechal Floriano, recebe atualmente as mais diversas ocupações, tanto artísticas quanto comerciais. Visando ordenar funcional e esteticamente este nobre espaço, um coreto destinado a apresentações culturais será implantado.

Conciliando aspectos típicos deste tipo de programa de necessidades, a forma e implantação buscaram a mínima intervenção no local, resultando em uma estrutura metálica leve e transparência que não impede a visualização do interior da praça.

O espaço contará também com um resistente piso de granito flameado que recobrirá degraus e a rampa para a acessibilidade de pessoas com deficiência. Para uma melhor acústica será utilizado um forro de madeira composto por réguas de Itaúba. Luminárias de led e estação elétrica para tomadas completam a infraestrutura do local.

O coreto, de acordo com a estação do ano e do evento, poderá receber decoração temática, o que em muito contribuirá para o incremento das  atividades na praça Getúlio Vargas.

Casa de bombas e filtros do chafariz:

Espaço semi-enterrado para abrigar as bombas de propulsão dos esguichos do chafariz, bem como os filtros de limpeza das suas águas. De discreta volumetria, constará de local bem ventilado para abrigar o maquinário, contando com um alçapão de acesso em sua cobertura, constituída de uma laje de concreto impermeabilizada.

O comando elétrico será localizado na antiga casa de bombas, edificação de formato octavado já existente, fazendo parte do conjunto original do chafariz.

Chafariz

Como elemento principal da praça Getúlio Vargas, o Chafariz encanta não somente os visitantes bem como a própria população local há várias décadas,  destacando-se por sua plasticidade e harmoniosos jatos d´água.

No intuito de qualificar ainda mais esta importante atração turística de nossa cidade, uma completa reestruturação está prevista. Para potencializar os jatos, novas bombas de pressão serão instaladas, bem como filtros de limpeza para facilitar a manutenção da água.

Para completar, novos esguichos e iluminação cênica serão instalados, para a realização de shows noturnos, além da troca da canalização e diminuição da profundidade do espelho d´água. Este projeto conta com a assessoria de Marino Klein.

Bancos e Lixeiras

Os bancos instalados na década de 1940 serão preservados e restaurados mantendo a referência estética e histórica da praça. Novas lixeiras metálicas serão definidas e distribuídas em pontos estratégicos.

Iluminação

A iluminação da praça será reforçada, principalmente em torno das novas intervenções, sendo utilizadas as versões já existentes, em especial os globos que causam menos interferência estética na paisagem.

Pavimentações e escadaria

Serão complementados alguns trechos da pavimentação da praça ainda não contemplados com piso e meio fio. Possuindo pavimentações de diversos materiais, a idéia é aos poucos substituir todos eles por bloquetes de concreto, que se destacam por sua durabilidade e permeabilidade. Uma nova escadaria, simétrica a já existente e ladeando a rampa de acessos junto a rua Julio de Castilhos será construída ligando a esplanada do chafariz ao nível dos sanitários públicos.

Paisagismo

Após a implantação das novas propostas arquitetônicas, o paisagismo será totalmente renovado, incluindo vegetações de vários portes, que seguirão proposta com projeto específico elaborado pelo arquiteto paisagista Ricardo Richter.