A FETAG-RS visitou propriedades na região noroeste do estado no dia de hoje, 22, a convite do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, e identificou o início de uma severa estiagem. Plantações de milho, fumo e cítricos estão sofrendo fortes impactos pela falta de chuva.

De acordo com os agricultores familiares, faz mais de 90 dias que não chove a quantidade suficiente para manter a terra úmida e as plantas terem condições de produção. A situação de seca, com falta de chuvas regulares preocupa os agricultores, pois já saíram de uma estiagem na última safra.

Para o presidente da FETAG-RS, Carlos Joel da Silva que visitou propriedades do município de Alpestre “a situação in loco é de alerta. Vimos famílias já calculando os prejuízos, pois se não chover nos próximos dias o plantio de soja não pode ser realizado, o milho que já está na lavoura não desenvolverá grão impactando também a cadeia leiteira”

Joel finaliza dizendo “que é um momento em que mais uma vez se evidencia a necessidade da construção de políticas públicas voltadas à captação de água e irrigação em pequenas propriedades.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui