Foto: Diógenes da Rosa

Depois de investir em torno de R$ 30 mil no mês de abril na sua estrutura para a colocação de arquibancada e cabines de rádio e outras melhorias, a diretoria de um dos clubes amadores mais antigos da região, pensa agora num projeto ainda mais arrojado: o de iluminar o seu estádio.

O octagenário “vovô” FC Rio Pardinho se motivou a partir de concluídas as obras da arquibancada, segundo o presidente do clube, Edson Koeppe. “Temos uma turma da diretoria e conselheiros que se reúne constantemente, e entre uma conversa e outra, surgiu a ideia de iluminarmos o campo. Elaboramos o projeto, levantamos os custos e vimos que era um sonho viável e contarmos com o primeiro estádio do interior do município iluminado”, conta Koeppe.

A estrutura de iluminação será dotada de seis torres com um total de 96 refletores LED, de 200 watts de potência, num investimento de R$ 50 mil, conforme relata o diretor social do clube, Hardi Lúcio Panke: “Fizemos as contas e vimos que os custos não serão tão elevados perto dos benefícios que a estrutura irá proporcionar, não somente ao clube, como para a comunidade”.

Segundo o diretor de patrimônio do clube, Rui Radtke, a iluminação possibilitará a prática noturna de atividades físicas, jogos de futebol, entre outros. “Hoje temos atuantes os departamentos de escolinhas e de veteranos – agora não, em função da pandemia -, que poderiam treinar à noite. A comunidade também poderia utilizar para a prática de esportes ao ar livre e de forma segura. Todos só têm a ganhar”, ressalta.

Um dos dirigentes mais antigos do clube, o tesoureiro Darcilo Gressler, Zezinho, é um dos mais empolgados com o projeto. Ele destaca que a diretoria pretende viabilizar uma campanha de captação de recursos via patrocínio nas empresas – com placas de publicidade -, bem como venda de títulos de associados.”Existe uma programação de títulos de sócios efetivos vitalícios ou sócios efetivos por prazo determinado, de um ou mais anos, de acordo com a disponibilidade financeira”. Além disso, os contribuintes ainda receberão uma homenagem numa placa exposta na sede do clube, e também irão receber um DVD da edição comemorativa dos 80 anos de história do clube.

O diretor de esportes Marcos Fernando Gressler ainda acrescenta que a comunidade de Rio Pardinho vive um grande momento, o que reflete no clube. “Queremos envolver a comunidade. Nosso clube vive um bom momento dentro e fora das quatro linhas. Estamos na final da Lifasc e, além disso, estamos com uma série de outros projetos, além da continuidade na organização anual do Festival Nacional da Galinha Recheada. O clube é um dos mais tradicionais do futebol amador de Santa Cruz e estamos acompanhando o desenvolvimento do nosso distrito”. A ideia, segundo o dirigente, é viabilizar o projeto a tempo de ser inaugurado na final da Copa Lisaruth/Taça Elemar João Schuh, e se possível, realizar a primeira final de campeonato num campo do interior iluminado.
Contatos podem ser feitos pelo telefone 51.99804.1222 ou futebolcluberiopardinho@gmail.com – ou pelo Instagram @fc_riopardinho

Resumo de obras e projetos do clube
* Iluminação do estádio
* Arquibancada
* Cabines de rádio
* Casamatas
* Mastro de 17 metros de altura para a bandeira do clube
* Goleiras novas com medidas oficiais
* Tela de proteção atrás das goleiras
* Nova drenagem no campo
* Ampla drenagem no pátio do clube
* Câmeras de segurança
* Internet/WI-FI
* Calçamento
* Pinturas e reformas em geral

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui