Foto: Lauren Fernandes

Após dois anos de espera, a 20ª edição da Expoagro Afubra marca a retomada dos grandes eventos na região. De 23 a 26 de março, a maior feira do Brasil voltada à agricultura familiar alcançou um público recorde de 180 mil pessoas, incremento de 61% em relação a 2019, e 220 milhões em negócios (crescimento de 215%), marca também inédita.

Entre as novidades, neste ano o evento atendeu a uma antiga demanda de moradores da área urbana e possibilitou a visitação durante o sábado, 26. Ao mesmo tempo, a satisfação e a alegria de expositores e visitantes marcou os quatro dias de programação focada na transformação, inovação e produção sustentável.

O presidente da Afubra, Benício Albano Werner, destacou o trabalho realizado por toda a equipe para garantir o bom funcionamento da feira. “Nós estimamos um público, mas recebemos um número muito maior. Isso exigiu muito dos nossos colegas, especialmente para conseguirmos acomodar tantos veículos”, afirmou em entrevista coletiva realizada no fim desta tarde.

Para o coordenador da Expoagro Afubra, Marco Antonio Dornelles, assim como o público visitante, o volume de negócios surpreendeu, ainda mais num período pós estiagem e pandemia. “No início do ano nós ainda estávamos receosos sobre a realização da feira. E agora comemoramos os resultados”.

As vendas no Pavilhão da Agricultura Familiar alcançaram o volume de R$ 1.490 milhão, outro recorde de 2022, o que representou 88% a mais em relação à última edição. Segundo a Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag), a Expoagro Afubra é a feira mais vende por dia.

“Nosso compromisso é sempre buscar melhorar. Neste ano, a visita do governador Eduardo Leite, no último dia, também veio a coroar a programação desenvolvida ao longo dos quatro dias”. Para 2023, a organização estuda a possibilidade de ampliação a estrutura física do parque. Já a data da 21ª Expoagro Afubra, bem como a inclusão de um quarto dia vai ser definida após pesquisa com expositores e patrocinadores.

Saiba mais

Na última edição, em 2019, o parque recebeu 112 mil visitantes, com a participação de 432 expositores. O volume total de negócios chegou a R$ 70,6 milhões. Desse montante, a comercialização no Pavilhão da Agricultura Familiar representou R$ 792.500,00.

Evolução da feira

2001 (7 e 8 de março): 2 mil visitantes e 64 expositores

2019 (de 26 a 28 de março): 112 mil visitantes e 432 expositores

2022 (de 22 a 26 de março): 180 mil visitantes e 470 expositores

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui