A pandemia impediu a realização do habitual evento em comemoração ao dia do produtor de tabaco, mas a Associação Internacional dos Produtores de Tabaco (International Tobacco Growers’ Association – ITGA), realizou nesta quarta-feira, 28, evento online alusivo aos produtores com a participação de diversos porta-vozes ligados à cadeia produtiva. Com o tema “juntos crescemos mais”, a homenagem aos produtores contou com vozes de todos os continentes. Produtores da Colômbia, Argentina, EUA, Bulgária, Malaui, Moçambique, entre outros, falaram sobre a importância do cultivo do tabaco para suas vidas. 

 Antonio Abrunhosa, chefe executivo da ITGA, saudou os produtores e avaliou o impacto da pandemia. “Vivemos em um mundo globalizado e o tabaco tem um papel importante, especialmente em um ano com tantos desafios. A pandemia demonstrou que nada é garantido. Milhares de vidas e empregos foram perdidos e o tabaco mostrou-se mais resiliente que outras culturas, mantendo os empregos e a renda dos nossos produtores e mostrando, uma vez mais, a relevância crucial para a subsistência e prosperidade de nossas famílias”, disse Abrunhosa. 

O presidente do SindiTabaco e diretor-presidente do Instituto Crescer Legal, Iro Schünke, participou da programação com um depoimento em vídeo. Ele cumprimentou à ITGA pela realização do evento e à Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), entidade que representa os produtores de tabaco no Brasil. 

 “Nada mais justo que prestar uma homenagem deste porte aos produtores de tabaco do mundo. O Brasil é o segundo maior produtor, é o maior exportador há 27 anos e tem no produtor de tabaco a sua primeira base, um forte elo desta grande cadeia produtiva. São eles que, com as práticas culturais bem aplicadas, fazem com que o Brasil seja referência em produção sustentável, apresentando aos clientes internacionais um produto de qualidade e integridade. Quero, como filho de produtor de tabaco, deixar um abraço muito sincero e carinhoso a todos os produtores de tabaco do mundo e dizer que podem se sentir honrados em fazer parte desta importante cadeia produtiva que tanto contribui para o desenvolvimento das comunidades onde está presente. Juntos, produtores e empresas, vamos continuar na defesa dessa importante cadeia produtiva”, disse Schünke em seu depoimento. 

 Do Brasil também participou o presidente da Afubra, Benício Werner. Último levantamento da entidade apontou que o tabaco é cultivado em 544 municípios e a safra 2019/2020 rendeu quase R$ 6 bilhões de receita às 146.430 famílias brasileiras. 

 DIA DO PRODUTOR DE TABACO – No Brasil, a data foi instituída pelas Assembleias Legislativas do Rio Grande do Sul (Lei 14.208, de março/2013, de autoria do deputado estadual Heitor Schuch); de Santa Catarina (Lei 16.114, de setembro/2013, de autoria do deputado estadual Mauro de Nadal); e do Paraná (Lei 17.729, de 2013, de autoria do deputado estadual Anibelli Neto.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui