A Defesa Civil Nacional, com base nos documentos oficiais emitidos pelas Agências Federais de monitoramento de tempo e de riscos geohidrológicos, emitiu um alerta para chuvas intensas e altos acumulados de precipitação para áreas da região Sudeste e Nordeste do país, associadas à formação de sistema ciclônico no oceano, próximo à costa
do Rio de Janeiro e Espírito Santo.
Além deste padrão, o deslocamento de um sistema frontal a partir do dia 25 de outubro traz condições para temporais, com chuvas intensas, rajadas de vento e queda de granizo para a região Sul e Sudeste.

Com este padrão de chuvas intensas em áreas localizadas e chuvas persistentes com altos acumulados, as
condições para riscos geohidrológicos são detalhadas abaixo:
• Riscos previstos: Com a previsão de chuvas intensas para a região Sudeste, riscos geológicos e hidrológicos podem ocorrer, principalmente aqueles de origem súbita (enxurradas, alagamentos e deslizamentos de terra). Do ponto de vista das bacias hidrológicas da região monitoradas pela CPRM, informa-se que se encontram com níveis
baixos e sem riscos de inundação gradual previstos. Para a região Sul, além das chuvas intensas, rajadas de vento e queda de granizo podem ser registradas.
• Áreas atingidas: As áreas que apresentam maior risco localizam-se entre os estados de Minas Gerais (centroleste), Espírito Santo e sul da Bahia, conforme mostrado abaixo (riscos geohidrológicos). Para a região sul, maior Deatenção para as regiões oeste dos três estados, mais sul de Mato Grosso do Sul (riscos meteorológicos).
• Período: Desde o dia 24, até o dia 26 de outubro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui