Após três dias de júri, chegou ao fim na madrugada deste sábado, 25, no Fórum de Charqueadas, o julgamento de três réus acusados pela morte de Ronei Wilson Jurkfitz Faleiro Júnior, morto em 2015, aos 17 anos. O Tribunal do Júri votou pela condenação dos três. A sessão foi encerrada às 00h56min.

Peterson Patric Silveira Oliveira foi condenado a 35 anos e quatro meses de prisão. Vinicius Adonai Carvalho da Silva foi condenado a 38 anos e 10 meses e 20 dias. Já Leonardo Macedo da Cunha foi condenado 35 anos e quatro meses de reclusão. Os acusados foram condenados pelos crimes de homicídio qualificado, três tentativas de homicídio qualificado, associação criminosa e corrupção de menores.

O juiz Jonathan Cassou dos Santos estendeu os efeitos do habeas corpus preventivo concedido aos réus Peterson Patric Silveira Oliveira e Leonardo Macedo da Cunha ao réu Vinicius Adonai Carvalho da Silva. Por essa razão, nenhum dos condenados foi preso por esse crime ao final do julgamento – Vinicius, porém, segue preso por envolvimento em outro caso.

Este é o primeiro de três júris previstos para ocorrer ainda neste ano. Os julgamentos de outros seis acusados estão previstos para os dias 4 e 7 de julho. Ronei foi agredido, inclusive com garrafadas, após a saída de uma festa em Charqueadas, em 1º de agosto de 2015, e morreu horas depois. O adolescente saía da festa que ajudou a organizar para arrecadar fundos para a formatura no Ensino Médio. Ele estava junto da colega de escola, Francielle Wienke e do namorado dela na época, Richard Saraiva de Almeida.  Os dois também foram agredidos e teriam sido vítimas de tentativa de homicídio, conforme o Ministério Público. O pai do jovem, Ronei Wilson Jurkfitz Faleiro, também sofreu agressões. Ele foi ao local buscar os adolescentes após a festa.

Fonte: Gauchazh

Foto: Tribunal de Justiça/RS/Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui