Casa receberá visitas nas terças, quartas e quintas-feiras à tarde Foto: Lucas Batista

A Casa de Cultura de Vera Cruz está oficialmente aberta à comunidade. O espaço foi inaugurado na noite desta quinta-feira, 13, em cerimônia com a presença de autoridades, comunidade e imprensa. A Casa abriga o Museu Emílio Osmundo Assmann e o Memorial Hugo Muxfeld, além do Memorial das Gincanas, do Memorial da Prefeitura, Galeria de Artes e Sala Rotary Club Vera Cruz, que contará sobre o restauro. Os ambientes também possuem telas que relembram apresentações da Banda Municipal, do Coral Municipal e da Gincana Municipal e técnicas de apicultura.

Construída em 1912, a casa foi residência da família de Ernesto Augusto Wild Ferraz. Por volta do ano de 1932 foi adquirida pelo casal Roberto Antônio e Olga Cecília Wild Pickbrenner (ela filha do casal Wild Ferraz). A construção valoriza a arquitetura tradicional alemã e a arquitetura moderna. O imóvel guarda em si nuances que variam do tradicional ao moderno, sendo, portanto, um prédio em estilo eclético.

O Município de Vera Cruz, desapropriou a casa em 18 de novembro de 2005. Em 19 de setembro de 2006, o Decreto nº 2.899, declarou tombado como Patrimônio Histórico do Município a Casa de Cultura de Vera Cruz. De lá para cá, foram muitos os esforços para o restauro da casa. Em parceria com o Rotary Club Vera Cruz, foram captados recursos, através da Lei Rouanet, junto às empresas: Universal Leaf, Alliance One, Souza Cruz, JTI e Randon, o que possibilitou a realização da obra, finalizada com recursos da Câmara de Vereadores.

Com a inauguração da Casa, é possível a visitação ao Museu Emílio Osmundo Assmann criado em 1994 e que comporta objetos e utensílios resultantes da colonização alemã, da presença do índio em Vera Cruz, das lides no campo, de entidades e instituições, fotos históricas, instrumentos musicais, ferramentas, móveis e eletrodomésticos obsoletos.

Da mesma forma, está aberto o Memorial Professor Hugo Muxfeld, criado no início do ano de 2000 e que tornou Vera Cruz um dos poucos municípios no Brasil que possui acervo de tal porte e espécie relacionado à apicultura. São documentos, objetos históricos, objetos pessoais, demonstrando a íntima ligação que o município possuía com a presença das abelhas no Brasil.

Além disso, a casa irá abrigar exposições e atividades para que a comunidade possa apreciar as diferentes manifestações culturais de Vera Cruz. As visitações também podem ser agendadas na Secretaria Municipal de Cultura, pelo fone (51) 3718-1826. A Casa está aberta nas terças, quartas e quintas-feiras à tarde.

O Prefeito Gilson Becker salientou o empenho das diversas administrações e de muitos servidores e voluntários, especialmente do Rotary, para que a obra se concretizasse. “A memória de Vera Cruz e os artistas locais precisavam desse espaço. Preservar a cultura e poder mostrar para as escolas, para a comunidade e para as novas gerações a nossa história é essencial para compreendermos a evolução do município e valorizarmos o legado dos antepassados”, enalteceu o Chefe do Executivo, que fez o desenlace da fita inaugural, ao lado do vice-prefeito Claudério Ferreira, do presidente do Legislativo Luiz Carlos Souza, do Secretário de Cultura, Rafael Moraes, e do presidente do Rotary Club Vera Cruz, Francisco Guilherme da Silva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui