Lourdinha, agora, a Nasa está conversando com religiosos para saber (ou pescar) como será a reação humana em um possível encontro com alienígenas. Sinal de que a coisa está perto, amore!

Pois é, amada: dizem que não estamos sós nestes espaços infinitos (Pascal), afinal de contas nossa galáxia tem 100 bilhões de estrelas e no Universo existem 100 bilhões de galáxias. É coisa que não acaba mais, minha santinha.

Olha, Lourdinha, creio que ainda verei a cruza humana com algum ET, sabe.

Sexta-feira passada (14 de janeiro), um meteoro cruzou os céus brasileiros numa velocidade (estonteante) de 43,7 mil km por hora. Que pressa, hein…

Lourdinha estão falando agora em “Aquemação”, a “cremação” através de água (e não de fogo). O primeiro grande exemplo disso foi o Prêmio Nobel da Paz, o bispo sul-africano Desmond Tutu, que faleceu em 26 de dezembro de 2021. Pelo jeito a moda pode pegar, sabe. Dizem que é um processo mais ecológico ou menos poluente.

Lourdinha, uma onda de calor matou 354 pinguins na região de Guimarães, na costa da Argentina. E uma enxurrada (ou meio mundo) de besouros invadiu uma cidade da região metropolitana de Buenos Aires. Depois dos gafanhotos do ano passado, agora vieram os besouros: mamma mia.

Olha, Lourdinha, os idiomas mais estudados no Brasil, são: Inglês, Espanhol, Francês, Italiano, Português (para estrangeiros), Turco, Japonês, Chinês, Coreano e Árabe. Em Istambul (antiga Constantinopla), na Turquia, eu comprei um exemplar da “Divina Comédia” do Dante em árabe, mas só dei uma espiadinha (de leve), sabe.

E que baita tragédia aquela em Capitólio (MG), Lourdinha. Um paredão se desprendeu sobre barcos & lanchas. Foi desespero, pavor, choro & ranger de dentes: meu santo Pai!

Saudades das chuvas maranhenses, Lourdinha. Aqui é calorão e estiagem: plantações e lavouras estão secas: judiaria.

Lourdinha, aqui tivemos a visita do palestrante e escritor Jamil Albuquerque e do capitão da Seleção Brasileira, o jogador Cafu. Foram palestras maravilhosas no evento da Contel, viu.

O Jamil gosta do Belchior, minha querida: maravilha. Conversamos muito sobre o Bel. Inclusive levei o Jamil e o Gustavo para visitar residências onde o Bel viveu, sabe. E também contei para o Cafu e o irmão dele, o Régis, sobre o Belchior. A esposa do Régis é de Erechim, aqui no RS. E o bruxo do Jamil, o Napoleon Hill, nasceu no mesmo dia do Belchior: 26 de outubro.

Pois é, Lourdinha, perdemos meu bruxo (das antigas), o poeta Thiago de Mello. Mas ele já tinha 95 anos: paciência. Vamos continuar degustando a poesia e a poética dele, amore.

Lourdinha, encontrei com o poeta Thiago de Mello 3 vezes: Em Brasília, em Novo Hamburgo (RS) e aqui em Santa Cruz. E nossa correspondência foi intensa e longa. Inclusive ele me enviou o livro escrito pelo discípulo do meu bruxo alemão, o poeta Friedrich Hölderlin (1770-1843). Espetacular.

Lourdinha, estive em Tübingen, na Alemanha, onde o poeta Hölderlin viveu seus últimos tempos, num castelinho perto da universidade e fui ao cemitério, visitar o Hölderlin, sabe.

Manda um pouco de chuva pra cá, amore!

Sua bênção, minha Lourdinha.

Dogival Duarte, escritor e poeta

.x.x.x.x.


Foto: Arquivo pessoal

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Favor preencher seu nome aqui